Os desafios para a prática do autocuidado.

Os desafios para a prática do autocuidado.

Imprimir
(2 votos)

População mais longeva, priorização do bem estar físico e mental, conscientização da população de que estar saudável não é apenas a ausência de doença, e outros aspectos importantes da vida moderna levam as pessoas a quererem buscar formas de se cuidarem, seja na presença de algum mal físico que lhe acometa ou mesmo na prevenção, que é o grande desafio da medicina.

Isso faz com que o hábito do autocuidado, que é uma responsabilidade de cada um, seja tão importante e desejável.

Autocuidado implica em não apenas administração de medicamentos, mas toda uma gama de hábitos e cuidados como alimentação adequada, higiene, sono reparador, exercícios físicos, meio ambiente, lazer e também a auto medicação responsável para aqueles males menores.

Importante frisar que nunca se deve confundir auto-medicação responsável com auto-prescrição. Apenas o médico prescreve.

Os medicamentos destinados ao autocuidado são aqueles isentos de prescrição, chamados MIP. São substâncias já amplamente conhecidas em suas estruturas químicas e farmacodinâmica, que já demonstraram eficácia com segurança ao longo do tempo de uso pela população. Somente após a classificação pela ANVISA, um produto se torna isento de prescrição.

Porém, isento de prescrição não quer dizer isento de informação. Tais medicamentos, os MIP, devem trazer em suas bulas e embalagens o máximo de informações relevantes sobre a forma de uso, posologia e cuidados para que as pessoas possam realmente exercer, com responsabilidade e consciência, o autocuidado.

Sabemos que a principal referência ao se cuidar da saúde é o médico (91%) e a farmácia (71%).

Daí, ser essencial que o farmacêutico, enquanto profissional da saúde, esteja apto e disponível na farmácia para exercer essa importante função.

Vídeo:



Cabe à indústria farmacêutica disponibilizar os medicamentos, logicamente cumprindo todos os aspectos das boas práticas de fabricação, com as devidas informações necessárias ao uso consciente pelos consumidores.

Produtos de classes terapêuticas como analgésicos, antitérmicos, anti histamínicos, vitaminas, descongestionantes, digestivos e outros são os mais procurados e a Anvisa já estuda a reclassificação de outros produtos que já se encaixam neste segmento de MIP.

A Cifarma oferece um amplo portfólio de medicamentos MIP, com marcas já consagradas pela eficácia e segurança, sempre primando pelo sucesso terapêutico aliado à viabilidade econômica.






Parceria:

CRF-GO - Conselho Regional de Farmácia do Estado de Goiás

site: http://www.crfgo.org.br/

Realização:
Cifarma Científica Farmacêutica LTDA.


© 2019 Cifarma Científica Farmacêutica LTDA.

Digite e aperte enter
Digite e aperte enter

logo-gif-181x53px

Confie na ciência. Confie na Cifarma.

Nosso objetivo é proporcionar saúde e bem estar para a família brasileira através dos nossos produtos.

800 707 1212
Goiânia - Goiás.

Atendimento

Seg - Sex
8:00 am às 16:30 pm
Sáb - Dom
Fechado

Olá, classe médica!

Seja bem vindo para nos conhecer um pouco mais, saber quem somos e ver a qualidade dos nossos produtos e medicamentos.

Redes Sociais