A penúltima etapa da atual temporada da Stock Car, que foi realizada neste último final de semana, no autódromo de Goiânia, e teve sabor especial para um goiano. O piloto Renato Braga, que, neste ano, vinha disputando o Mercedes Benz Challenge, fez sua estreia na principal categoria do automobilismo nacional.

.

O debute em casa faz parte de estratégia, mas, além disso, será responsável por marcar ainda mais este momento da carreira do competidor, que tem sido esperado há muito tempo. “É a minha meta e o meu sonho desde que comecei no automobilismo”, resume ele. “Como não conheço o carro, eu tinha de conhecer ao menos a pista. Por isso, nossa estratégia foi começar em Goiânia”, explica.

.

Com contrato firmado para 2018, Renato fará das duas últimas etapas da competição a sua “pré-temporada”. De acordo com o goiano, a escolha foi feita para conhecer o carro e experimentá-lo antes do próximo campeonato, já que treinos não-oficiais são proibidos na Stock Car. Ele integrará a equipe Mico’s Racing e será companheiro de Beto Monteiro.

.

As primeiras experiências com a máquina, nos treinos livres e na classificação, mostrou ao piloto que sua nova tarefa não será fácil – ele largou em último (32º lugar). Porém, não foi nada que o atrapalhasse a usufruir o momento. “Senti uma emoção muito grande quando sentei no carro e saí com ele pela primeira vez. Vi ali um filme com tudo o que passei”, descreve.

.

Com a vivência das categorias Turismo, CLA AMG Cup, Marcas e Porsche, o goiano tem a consciência de que não terá tarefa fácil na Stock Car. O piloto diz ter se preparado para o novo desafio durante o último ano e avalia que será necessário cerca de dois anos para pegar o jeito da máquina. “O carro da Stock Car é muito melindroso. Leva tempo para acertar. Mas acredito que vou conseguir uma boa bagagem”, diz Renato. “A minha intenção é trabalhar bastante para continuar na categoria. Temos grandes pilotos aqui e pretendo aprender bastante com eles”, frisa.

.

Com sua entrada na categoria, Renato aumenta a lista de pilotos de Goiás que já disputaram a Stock Car. Os mais bem-sucedidos deles foram os campeões Alencar Júnior (1982) e Marcos Gracia (1986) – este último paulista radicado em Goiás.

.

Matéria publicada em O Popular

Créditos: Carol Almeida (jornalista)

Reportagem: opopular.com.br

A penúltima etapa da atual temporada da Stock Car, que foi realizada neste último final de semana, no autódromo de Goiânia, e teve sabor especial para um goiano. O piloto Renato Braga, que, neste ano, vinha disputando o Mercedes Benz Challenge, fez sua estreia na principal categoria do automobilismo nacional.

.

O debute em casa faz parte de estratégia, mas, além disso, será responsável por marcar ainda mais este momento da carreira do competidor, que tem sido esperado há muito tempo. “É a minha meta e o meu sonho desde que comecei no automobilismo”, resume ele. “Como não conheço o carro, eu tinha de conhecer ao menos a pista. Por isso, nossa estratégia foi começar em Goiânia”, explica.

.

Com contrato firmado para 2018, Renato fará das duas últimas etapas da competição a sua “pré-temporada”. De acordo com o goiano, a escolha foi feita para conhecer o carro e experimentá-lo antes do próximo campeonato, já que treinos não-oficiais são proibidos na Stock Car. Ele integrará a equipe Mico’s Racing e será companheiro de Beto Monteiro.

.

As primeiras experiências com a máquina, nos treinos livres e na classificação, mostrou ao piloto que sua nova tarefa não será fácil – ele largou em último (32º lugar). Porém, não foi nada que o atrapalhasse a usufruir o momento. “Senti uma emoção muito grande quando sentei no carro e saí com ele pela primeira vez. Vi ali um filme com tudo o que passei”, descreve.

.

Com a vivência das categorias Turismo, CLA AMG Cup, Marcas e Porsche, o goiano tem a consciência de que não terá tarefa fácil na Stock Car. O piloto diz ter se preparado para o novo desafio durante o último ano e avalia que será necessário cerca de dois anos para pegar o jeito da máquina. “O carro da Stock Car é muito melindroso. Leva tempo para acertar. Mas acredito que vou conseguir uma boa bagagem”, diz Renato. “A minha intenção é trabalhar bastante para continuar na categoria. Temos grandes pilotos aqui e pretendo aprender bastante com eles”, frisa.

.

Com sua entrada na categoria, Renato aumenta a lista de pilotos de Goiás que já disputaram a Stock Car. Os mais bem-sucedidos deles foram os campeões Alencar Júnior (1982) e Marcos Gracia (1986) – este último paulista radicado em Goiás.

.

Matéria publicada em O Popular

Créditos: Carol Almeida (jornalista)

Reportagem: opopular.com.br